quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Pão sem glúten


Os produtos sem glúten entraram na nossa vida com a dieta do Lucas, por recomendação da nutricionista, a Priscila Di Ciero. Adaptar as receitas de bolo foi fácil - publiquei aqui uma receita de bolo de chocolate sem glúten e semana que vem vou postar a receita do bolo de laranja gluten free.

Mas com pão não foi tão simples: testei várias receitas e nem todas ficaram boas. O pão sem glúten não tem a elasticidade dos outros pães, e com frequência fica espesso, quebradiço, massudo. Péssimo para fazer lanche para o Lucas levar pra escola.

Daí outro dia a linda da Sabrina Alves, que tem intolerância a trigo, compartilhou, lá no 365 Dias de Comida Honesta do Facebook, uma receita de pão sem glúten para panificadora elétrica. Bueno, eu não tenho panificadora  (nem pretendo ter), mas a lógica é que pão sem glúten não necessita de sova, que é o  principal atrativo da panificadora, então por que não tentar manualmente? E não é que deu certo? O pão ficou alto e macio, talvez por causa dos ovos.

Pão sem glúten (editado)
3 colheres (sopa) de óleo vegetal
3 ovos em temperatura ambiente
1 xícara de leite ou água morna
1/2 colher (chá) de sal
2 colheres (sopa) de açúcar
2 tabletes de fermento biológico fresco*
2,5 xícaras de farinha de arroz
2/3 de xícara de fécula de batata ou amido de milho
1/3 de xícara de polvilho doce

* Neste pão, o fermento fresco funciona melhor do que o seco.

Em uma tigela, misture a água morna com o açúcar e dissolva os tabletes de fermento. Aguarde 10 a 15 minutos até que o fermento comece a espumar.

Adicione o óleo e os ovos, peneire sobre eles os ingredientes secos e misture tudo com um fouet, sem bater muito.

Coloque a massa em uma forma de pão, de preferência de silicone (se usar forma de metal, unte e enfarinhe bem e forre o fundo com papel manteiga), preenchendo no máximo 2/3 da capacidade. Deixe o pão crescer bem - isso pode levar pelo menos 30 minutos, dependendo do clima.

Asse em forno pré-aquecido à temperatura média por 25 a 30 minutos, até dourar.

Dica:
Pães e bolos sem glúten são danados para grudar na forma. O melhor é usar forma de silicone (apoiada sobre um tabuleiro para não queimar), e mesmo assim eu costumo polvilhar a forma com um pouco de farinha de arroz antes. Desenforme morno com bastante cuidado e deixe terminar de esfriar sobre uma grade de resfriamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.